Você pode ser vítima de assédio moral e não se dar conta!

14045600_192164867868267_9145369433435210265_n.jpg

As metas do mês: como sempre estabelecidas com base em critérios incompreensíveis. E para piorar, elas são elevadas no meio do processo!

Todos os dias seu chefe diz que você precisa dar mais de você, faz piada com o seu desempenho e vive dizendo que isso ameaça o seu emprego.

Com o passar do tempo e tanta pressão, você adoece. A licença médica deveria ser um período dedicado a sua saúde, mas é difícil não pensar no fantasma da demissão. Ao voltar para o trabalho, suas funções mudaram, tem menos importância. E com a sua saúde? Ninguém se importa.

O tempo, os fatos e a ordem dos eventos podem mudar, mas a situação em si, não. É a realidade do assédio moral, a causa de muitas doenças físicas e mentais, algumas das quais podem incapacitar o trabalhador. Denuncie esta prática ao seu sindicato!

*O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região possui um canal para receber as denúncias de assédio moral de forma sigilosa. Basta entrar em contato com a Central de Atendimento Pessoal pelo número 3188-5200, ou no SAC 97593 7749, ou no site acessando o linkhttp://bit.ly/1gkYNs6. O Sindicato também orienta os bancários a não procurarem os canais do banco que dizem combater a prática, porque acabam ficando vulneráveis a perseguições internas.

Deixe uma resposta