Fazendo as contas da jornada de trabalho de 12 horas para as mulheres

 

 

1-vLNpEbq9ulGOsfF0tPqfKw.pngSe a Reforma Trabalhista for aprovada, só sendo a Mulher-Maravilha para dar conta de trabalhar 12 horas por dia e ainda cuidar da casa e (se tiver) dos filhos. Na reforma golpista, a atual jornada diária de 8 horas poderia ser aumentada em mais 4. Agora, leve em consideração que estamos em pleno século 21, mas as mulheres continuam sendo as que trabalham uma maior quantidade de horas nas tarefas domésticas.

Semanalmente, na última década, as mulheres brasileiras gastaram 21,1 horas no trabalho doméstico, segundo o IBGE. Também de acordo com o Instituto, os homens, no mesmo período, gastaram apenas 10 horas nas tarefas do lar. Então, adivinhem quem ficará ainda mais sobrecarregada com as mudanças? Quem terá menos tempo pra cuidar da sua própria vida? Bingo! Você, mulher.

Olha como vai ser preciso desenvolver superpoderes para dar conta da vida, caso a reforma trabalhista seja aprovada: até 12 horas de trabalho por dia + 1 hora de almoço (para alguns será apenas 30 minutos, como a reforma permite) + tempo de deslocamento que, na melhor das hipóteses, em um grande centro urbano, é de 2 horas. Quando chega em casa é preciso preparar o jantar, tomar banho, lavar a louça, dar uma arrumada na casa. Se tiver filhos, tem que fazer tudo isso por eles e ainda adiantar o dia que virá (uniforme, alguma solicitação da escola, lanche, etc…). Sendo otimista, tudo isso deve levar umas 4 horas. Chegamos a 19 horas do seu dia. Restam 6 horas para dormir, sem quase nenhum tempo para cuidados pessoais.

Deixe uma resposta