Parcelamento sem juros no cartão de crédito pode estar com os dias contados

1-JTSmVp98I-Q33eB-NiK0og

Sabe aquela geladeira parcelada em 10 vezes? Muita gente no Brasil teve acesso a bens de consumo duráveis como geladeira, fogão e máquina de lavar roupa por causa do acesso à renda e da possibilidade de parcelar as compras em várias vezes. Esse foi um movimento importante para garantir mais qualidade de vida a essas pessoas, para movimentar a economia e também para melhorar a vida das mulheres, que ainda são as principais responsáveis pelos cuidados com a casa.

Mas, infelizmente, junto com a queda na renda, o desemprego e a precarização do trabalho, agora o governo sinaliza também para o fim do parcelamento de compras sem juros no cartão de crédito. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem dito que é preciso “repensar” o sistema de cartões de crédito e admitiu que o parcelamento sem juros é um ponto que deve sofrer modificações.

O argumento usado é que essa é uma particularidade do Brasil, que não é comum em outros países. Ok. Mas, a gente precisa lembrar que o Brasil tem uma população com características muito diferentes na comparação com outros outros países e, portanto, precisa de políticas específicas para a situação daqui. Além do mais, este tipo de parcelamento tem dado certo até agora e o país não vai quebrar por causa disso. Sem contar que, se não fosse bom para o comércio e para as operadoras de cartão de crédito, esse tipo de operação nem estaria disponível para o consumidor.

Deixe uma resposta