95% dos brasileiros não querem a reforma trabalhista

 

KEN2.pngSe os integrantes do Congresso brasileiro levassem a sério a opinião dos brasileiros, a reforma trabalhista não teria sido aprovada na Câmara e estaria, agora, tramitando no Senado.

Além de grandes manifestações realizadas em todo o País, diversas pesquisas vêm mostrando que o brasileiro é contra a reforma.

 A mais recente demonstração de repúdio à medida pode ser conferida no site e-cidadania, onde a matéria foi colocada em consulta pública (https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=129049). Dos mais de 135 mil brasileiros que haviam votado até 26 de junho, quase 130 mil (mais de 95%) se declararam contra o projeto.

O texto da reforma, que altera mais de 100 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e prevê a prevalência do negociado sobre o legislado, foi aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e reprovado por outra comissão, a de Assuntos Sociais (CAS), vai agora ser analisado na quarta-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), para só então seguir para o plenário do Senado.

Deixe uma resposta