Você já deve ter ouvido falar sobre o BNDES. Mas você sabe o que é e como funciona?

Um banco sem agências e onde ninguém tem conta. Tão diferente que muita gente nem lembra que é um banco público e não sabe exatamente o que ele faz. Pois o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, mais conhecido pela sigla BNDES, é um banco,  é diferente e, mais importante, sua existência faz toda a diferença na vida dos brasileiros.

O BNDES não tem agência porque não é um banco comercial. Ele foi criado para apoiar negócios e empreendimentos que auxiliem o desenvolvimento do país, o que independe da área de atuação e do tamanho da empresa.

Atualmente, 90% das operações da instituição são com micro, pequenas e médias empresas.

Por isso, ele empresta recursos com taxas de juros mais baratas que os bancos comerciais. Esse tipo de instituição é bastante comum em outros países e existem até agências internacionais com o mesmo objetivo como o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Recentemente, o BNDES foi para o noticiário, por conta de acusações de irregularidades dentro do banco. Funcionários da instituição foram levados à força (coercitivamente) pela Polícia Federal para depor numa operação da Lava Jato.  Em meio a informações muitas vezes desencontradas, boatos (como o de que a ex-presidenta Maria Silvia Bastos Marques teria divulgado uma lista com os 15 maiores devedores do banco) e “mal-entendidos”, funcionários do BNDES decidiram colocar no ar um site para explicar o funcionamento do banco e defender sua política de concessão de crédito.

Para isso, eles criaram uma série de perguntas e respostas a respeito da importância do banco, como ele funciona, como ele atua no exterior e outros temas que têm levantado questionamentos entre os brasileiros. Em tempos de tantos golpes e mentiras, ações de transparência são urgentes, como a criação deste endereço eletrônico.  Faça uma visita e  saiba mais sobre essa empresa pública que também é sua:  www.precisamosfalarsobreobndes.com.br

 

Deixe uma resposta